"Nada é tão nosso quanto os nossos sonhos" (Nietzsche)

Passeio Pelo Canal do Jari - Alter do Chão


Ei, gente!!!


No post de hoje eu trago mais uma opção de passeio de dia todo para incluir no seu roteiro em Alter do Chão: o Canal do Jari, um braço do Amazonas que faz ligação com o rio Tapajós. Não chega a ser um "encontro das águas", como acontece em Santarém, mas é nítida a diferença entre os dois rios. É um passeio bem interessante. Navegar pelo Canal do Jari é ver de perto as casas de palafita das comunidades ribeirinhas, além da fauna local que inclui jacarés, macacos, bicho-preguiça, iguanas, diversos pássaros, botos, sem falar no gado que vive à beira do rio. Na época da cheia, quando os campos ficam alagados, os moradores precisam levar os animais para terra firme. O passeio pode sofrer alterações dependendo da época que você for, pois na época da seca não é possível avançar muito pelo canal de lancha, sendo necessário trocar de embarcação, pois o canal se torna muito raso. Fomos em novembro de 2021 e fizemos todo o percurso de lancha.




Canal do Jari



O roteiro geralmente inclui uma parada na propriedade da Dona Dulce para conhecer seu famoso jardim de Vitórias-régias e degustar quitutes à base da planta, uma pequena trilha para observação de bichos-preguiça, parada para almoço na Praia do Carapanari (onde está o renomado Restaurante Casa do Saulo) ou na Praia Ponta de Pedras, finalizando com o pôr do sol na Ponta do Cururu. Alguns roteiros podem incluir ainda o Lago Preto e a Ponta do Jutuba. Confirme antes com o barqueiro.


DICA: fizemos o passeio com o Jailson (93) 99108-2019 e super indico. Estávamos em 6 pessoas e custou R$ 180,00 cada.


ATENÇÃO: existem arraias nas praias da Amazônia e elas costumam se aproximar da margem do rio ao entardecer, principalmente em áreas mais calmas e lamacentas. As arraias não atacam, apenas se defendem. Casos de turistas que levaram uma ferroada ao pisarem em uma sem querer não são raros. A dica é entrar na água arrastando os pés (ir empurrando a areia) para espantá-las. 



- Dona Dulce e Seu Jardim de Vitórias- régias


Os passeios começam por volta das 9h e a primeira parada geralmente é na casa da Dona Dulce. Conhecemos seu lindo jardim de Vitórias-régias e degustamos produtos feitos com diferentes partes da planta. A entrada na propriedade custa R$ 25,00 por pessoa e inclui a degustação. O pagamento deve ser feito em espécie e eu achava que apenas a degustação era paga, não a entrada na propriedade.





Assim que chegamos fomos recepcionados pelo Fortunato, um tucano super fofo e dócil que vive na propriedade. Ele nos fez companhia na mesa enquanto se alimentava de açaí! Coisa linda, gente. Fiquei apaixonada. Eis que o famoso menu da Dona Dulce chegou: tinha tempurá, pipoca, quiché, rabanada, brownie, "batata-régia", geleia, picles e até pizza. Vale a pena a experiência e a rabanada é sensacional.




O passeio para o Canal do Jari geralmente inclui uma parada por aqui, seja para almoçar ou apenas para conhecer e fotografar. A nossa parada para almoço foi em Ponta de Pedras, pois a Casa do Saulo estava muito cheia. 



Praia de Ponta de Pedras


A Praia Ponta de Pedras é bem badalada, já que tem estrutura de cadeiras, guarda-sóis, restaurantes e pousadas. Ela é super diferentona, devido às formações rochosas que dão nome ao local. A faixa de areia é bem extensa e a dica é se afastar da muvuca para desfrutar de paisagens mais desertas. Caso queira passar o dia na região vale a pena ir de carro/táxi. São menos de 30 km de distância de Alter do Chão.





Nosso grupo preferiu se afastar da muvuca e almoçar no restaurante Panela de Barro. Pedimos um surubim assado para 6 que nos serviu muito bem. Sem falar que estava delicioso. O almoço com suco saiu por R$ 328,00 no total (~R$ 55,00 por pessoa). 







O roteiro do Canal do Jari pode sofrer alterações de acordo com as preferências do grupo e do tempo que demorar em cada atração. Próximo a Ponta de Pedras está o Lago Preto (Lago do Tapari), acessível a pé a partir da Praia de Itapari. O nosso grupou optou por ficar mais tempo em Ponta de Pedras, por isso deixamos o Lago Preto de lado. Outra coisa: almoçar na Casa do Saulo estava como prioridade no meu roteiro, por isso separei um dia do meu roteiro para curtir a Praia de Carapanari e a Casa do Saulo. Converse com o barqueiro antes para saber quais serão as paradas do passeio.


- Restaurante Casa do Saulo


A Casa do Saulo é parada obrigatória para quem está em Alter do Chão ou Santarém. Além de ser um dos restaurantes mais renomados da região, o local está em uma área privilegiada, já que a Praia de Carapanari é linda. Como a nossa parada para almoço não foi aqui, a gente resolveu voltar outro dia para almoçar e passar um dia mais relax na praia de Carapanari. A Casa do Saulo está localizada a ~30 km de Alter do Chão e a ~20 km de Santarém. Como a gente não estava de carro alugado, fomos ver quanto ficaria para um taxista nos levar e buscar. Os taxistas estavam cobrando R$ 250,00. Conversando com um casal eles no indicaram o Ayrton (93) 99207-3380, um rapaz super gente boa que mora em Santarém, mas trabalha com serviço de transfer entre Santarém e Alter do Chão. Combinamos o valor de R$ 200,00 e no horário marcado ele voltou para nos buscar. Super indico!



Casa do Saulo, Santarém, Pará



O espaço do restaurante é lindo e a comida estava impecável! Foi uma maravilhosa experiência gastronômica. Pedimos o prato "Boto Cor de Rosa" - filé de pirarucu recheado e coberto com banana da terra, molho de tomate fresco com queijo gratinado, acompanhado de arroz e farofa. Custou R$ 129,90 para dois. De sobremesa pedimos o "trio de Sorvetes" - tapioca, açaí e castanha. Custou R$ 29,90.


Uma crítica: como que um restaurante desse não tem açaí no cardápio? Gente, eu achava que ia encontrar venda de açaí em cada esquina, mas fiquei só na vontade. Pelo menos era essa a minha expectativa: tomar açaí em qualquer lugar do Pará!







Praia de Carapanari


A Praia de Carapanari é linda e fica a poucos metros do Restaurante Casa do Saulo. Uma ponte de madeira separa a faixa de areia que dá acesso ao restaurante da faixa de areia da praia. É importante destacar que o restaurante fica no alto, sendo necessário passar por uma escadaria para acessar a praia. Achei que compensa muito reservar uma manhã ou tarde inteira para curtir o local.






Já conhecia essa opção de passeio em Alter do Chão? Compartilhe esse post para que mais pessoas conheçam esse pedaço da Amazônia. Qualquer dúvida ou sugestão é só deixar seu comentário que responderei em breve.


Se você chegou no blog através desse post confira as outras matérias sobre o Pará:


Acesse o post com todas as dicas do nosso roteiro pelo Pará aqui.

Acesse o post sobre a Ilha do Combu aqui.

Acesse o post sobre o Mangal das Garças aqui.

Acesse o post sobre as Praias do Rio Tapajós em Alter do Chão aqui.


See you later!

Lana Cole.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar sugestões. Com carinho, Lana Cole.