"Nada é tão nosso quanto os nossos sonhos" (Nietzsche)

Mangal das Garças: Um Pedaço da Floresta Amazônica em Belém

Mirante do Rio no Mangal das Garças, Belém do Pará


Hello everybody!


Hoje eu vim compartilhar com vocês um pouco do Mangal das Garças, que é um pedaço da Floresta Amazônica em Belém do Pará. O espaço é o resultado da revitalização de uma área de 40 mil m². O que antes era apenas uma área alagada com extenso aningal, foi transformado nesse incrível jardim cercado por muita natureza, onde todas as árvores originais foram mantidas e preservadas, como o próprio aningal, mangueiras, açaizeiros, taperebazeiros, bacurizeiros, entre outras. O Parque também abriga cascatas, lagos, diversas aves, iguanas, tartarugas, arraias, borboletas e muita planta feliz com a altíssima umidade da região.


Mangal das Garças, Belém do Pará


Sobre o Mangal das Garças em Belém do Pará



O Parque Naturalístico Mangal das Garças foi criado em 2005 e se tornou um dos locais mais visitados de Belém. A entrada é gratuita, mas as atrações monitoradas são pagas à parte: Borboletário José Márcio Ayres, Viveiro das Aningas, Farol de Belém e Memorial Amazônico da Navegação. Cada entrada custa R$ 5,00, mas o passaporte com direito às quatro entradas custa R$ 15,00 e você acaba ganhando uma entrada. Então se você quiser visitar pelo menos três desses lugares vale a pena comprar o passaporte com todas as atrações. Os ingressos são adquiridos em frente ao Farol de Belém. O Parque não é grande. Uma manhã ou tarde já é o suficiente, mas nós gostamos tanto que fomos duas vezes. 


Mangal das Garças, Belém do Pará

Algumas atrações disponíveis são:

  • Alimentação das aves: às 11h, 15h e 17h30;
  • Alimentação dos peixes e tartarugas: às 9h;
  • Alimentação das iguanas: às 9h;
  • Visita a coruja Olívia: às 17h;
  • Visita a coruja Cecília: das 8h às 18h;
  • Visita a coruja Arya: às 9h;
  • Soltura das borboletas: às 10h e 16h.



- Borboletário José Márcio Ayres


Essa bela estufa abriga um lindíssimo jardim. Nós passamos alguns momentos sentados observando as borboletas e as plantas. As cascatas cercadas por muitas samambaias, o lago com ninfeias, muitas folhagens lindas e borboletas polinizando as flores te convidam a contemplar a natureza. Escolha o período da manhã, pois é quando as borboletas estão mais ativas. Li no site do parque que são produzidas ~5 mil borboletas por mês! Chocada estou. As espécies são: olho de coruja, ponto de laranja, brancão, Júlia e battus. Apesar de ser chamado de borboletário, o espaço também abriga pássaros e a arraia negra.


Mangal das Garças, Belém do Pará

Mangal das Garças, Belém do Pará

Mangal das Garças, Belém do Pará


- Viveiro das Aningas


O viveiro abriga mais de 35 espécies de aves, como o lindíssimo Colhereiro rosa, os maravilhosos Guarás, Marrecos super fofos, araras, o coró-coró, entre outras. A maioria dessas aves foram resgatadas do tráfico ilegal e não apresentam mais condições de serem devolvidas para seus habitats naturais. Os filhotes que nascem no viveiro geralmente são inseridos na natureza. O Parque também faz um trabalho bem bacana de reabilitar aves que sofreram algum tipo de trauma por acidentes com fios de alta tensão e pipas, por exemplo, ou que sofreram maus-tratos.


Mangal das Garças, Belém do Pará
Fiquei apaixonada pelo Colhereiro! Sem falar nos lindos Guarás.

Mangal das Garças, Belém do Pará

Mangal das Garças, Belém do Pará


- Farol de Belém


Uma torre de 47 metros de altura e dois níveis de observação, sendo o primeiro a 15 metros de altura e o segundo a 27 metros. A vista é lindíssima, mas para quem tem medo de altura dá um certo pânico. Dá para ver o rio Guamá, uma parte da cidade de Belém, além de termos uma bela visão do próprio Mangal das Garças. O acesso é feito de elevador e a quantidade de pessoas é controlada por um funcionário que nos acompanha no trajeto. Assim que entramos no elevador fomos informados que ele ficaria parado por ~10 minutos, mas acabou que esse tempo foi maior e ninguém soube nos responder exatamente quanto tempo o elevador ficaria parado. Fomos informados que se a gente quisesse poderia descer pela escada, mas achei a situação um pouco chata. Acredito que poderiam ter dado a oportunidade para as pessoas descerem antes do elevador entrar em "manutenção". Até porque, quem estava com criança não podia descer pela escada, pois o acesso era apenas para adultos. Tirando esse pequeno "imprevisto" vale super a pena. Confira nas fotos abaixo:


Mangal das Garças, Belém do Pará

Mangal das Garças em Belém do Pará

Mangal das Garças em Belém do Pará



- Memorial Amazônico da Navegação


Para quem se interessa por museus essa é uma opção bacana dentro do Mangal das Garças. O museu retrata a evolução dos meios de transporte de navegação na Amazônia. A construção é bem interessante, toda feita em ipê, o telhado revestido de palha, o piso é de pedra-sabão e os painéis com os textos são de ferro.


Mangal das Garças em Belém do Pará


- Mirante do Rio


Uma das partes mais lindas do parque é o Mirante do Rio com sua passarela de 100 metros sobre a várzea, onde é possível observar inúmeras Aningas (uma espécie de planta aquática) e uma baita vista para o rio Guamá. Sabe o melhor: é gratuito! Foi o meu lugar preferido no Mangal das Garças.







Pela manhã é possível observar inúmeras iguanas que descem para se alimentar. São mais de 100 que habitam o Parque. Elas não vivem em cativeiro e sua alimentação é à base de vegetais. O Parque cria condições favoráveis para elas possam transitar de forma livre, assim como acontece com as garças. É lindo de se ver, gente! Regularmente mais de 50 garças também visitam o local. Elas são atraídas por um lago artificial, criado com esse intuito. 




Outra ave linda que faz parte da fauna do Mangal das Garças são os flamingos. Acho maravilhosos! Eles vivem em uma ilha do lago Cavername.



Informações Importantes 

  • O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 9h às 18h. Fique atento ao site, pois em algumas datas o Mangal das Garças abre às segundas-feiras;
  • O Parque conta com estacionamento e custa R$ 6,00 até 2h;
  • O famoso restaurante Manjar das Garças está localizado dentro do Parque. Infelizmente não conseguimos almoçar nele;
  • Além do restaurante também tem o quiosque Pai D'Égua que serve comida típica e açaí;
  • Uma floricultura também integra o local, a Amazon Flores.



No fim do dia nós paramos para tomar um açaí "quase" raiz haha. Custou R$ 20,00 a tigela.



Confira abaixo mais algumas fotos do Mangal das Garças:



Mangal das Garças, Belém do Pará








Açaizeiro

Flor linda do Abricó-de-Macaco. Já conhecia?

É isso, gente. Será que vale a pena incluir o Mangal das Garças no seu roteiro em Belém? Eu amei conhecer esse pedacinho da Amazônia e super indico. É uma parada obrigatória para quem curte a natureza. Me conta nos comentários se você já conhece o parque. Qualquer dúvida ou sugestão é só deixar me escrever abaixo.


See you later!

Lana Cole.


FONTE: www.mangaldasgarcas.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar sugestões. Com carinho, Lana Cole.