"Nada é tão nosso quanto os nossos sonhos" (Nietzsche)

Arraial do Cabo: Primeira Viagem Durante a Pandemia


Hello, everybody!


Finalmente teve "férias" em 2020 e vim compartilhar com vocês. Fiquei em casa o máximo que pude, mas confesso que já estava surtando com vontade de um mar azul - minha paisagem preferida da vida! Foram meses pesquisando vários destinos no Brasil, fazendo roteiro de Norte a Sul, mas por alguns motivos acabamos voltando no destino de praia que mais amo por aqui: Arraial do Cabo!


Após ter a minha viagem para a Grécia cancelada por causa da pandemia (a viagem seria em junho), eu cheguei a planejar outro destino internacional para dezembro, na esperança de que a pandemia já tivesse ficado no passado, porém novembro chegou e a pandemia continuou no presente. Como a situação ainda estava (e está) muito instável em novembro, preferi uma viagem de carro, pois ainda não era a hora de encarar o aeroporto. Para a minha alegria, meu destino de praia preferido no Brasil fica relativamente perto da minha cidade, e vamos combinar? Se existe mar mais caribenho por aqui eu desconheço!



De Vitória até Arraial são ~450 km de distância. Uma viagem de ~7 horas, já que boa parte da estrada não é duplicada e vive em obras. Essa foi a nossa sexta vez na Região dos Lagos, mas nunca nos hospedamos em Arraial do Cabo. Sempre escolhemos dividir a hospedagem entre Búzios e Cabo Frio. Preciso polemizar: apesar de ter as praias mais incríveis, Arraial é a pior opção para hospedagem, alimentação e vida noturna. Búzios é a melhor para se hospedar, pois além das inúmeras opções de hospedagem, possui um comércio excelente, a melhor vida noturna e excelentes restaurantes. O ponto negativo é a distância de Arraial (38 km), por isso a melhor opção é dividir a hospedagem entre Búzios e Cabo Frio, assim você curte o melhor das três cidades. A dica é fazer bate-volta de Cabo Frio para Arraial, já que são 13 km de distância. Entretanto, em época de pandemia estava tendo barreiras sanitárias nas cidades e só era possível acessá-las com QR Code de alguma reserva de restaurante, passeio ou hospedagem.

Outra coisa, a nossa intenção era tentar manter ao máximo o isolamento social e passar o dia curtindo um mar azul. Por isso nós alugamos um apartamento em Arraial e fizemos a maior parte das refeições no ap. Dos 7 dias que passamos por lá, apenas uma vez nós saímos para comer à noite e o restaurante estava vazio. Durante o dia nosso almoço era mais tarde para evitar a muvuca e as demais refeições a gente cozinhava no ap ou pedia ifood. Foi a melhor escolha que fizemos e não mudaria nadinha.



Além dos 7 dias em Arraial, a gente também ia passar 3 dias em Cabo Frio, porém no dia que chegamos percebemos que não existia nenhuma barreira sanitária. Tanto Arraial quanto Cabo Frio estavam com as entradas liberadas. Desistimos da hospedagem em Cabo Frio e fomos para Búzios.


Como Estava a Região dos Lagos em Novembro de 2020


AtençãoArraial do Cabo e Cabo Frio estavam LOTADAS. Fiquei chocada! Não vou ser hipócrita. Claro que eu não esperava ser a única turista por lá, mas o mínimo que eu esperava era encontrar a barreira sanitária funcionando e algum esforço, tanto da população quanto dos moradores, para manter o distanciamento social, só que a realidade era outra. Parecia que a pandemia já havia acabado. Vimos MUITA aglomeração, passeios de barco LOTADOS, cadeiras e guarda-sol sem nenhum distanciamento, sem falar na maioria das pessoas nas ruas e nos barcos sem máscara. Em alguns restaurantes muitas mesas estavam interditadas para manter o distanciamento, já em outros... Fiquei desacreditada com o comportamento das pessoas na praias, nas ruas e em muitos restaurantes. Em Cabo Frio nós fomos em um restaurante que estava com algumas mesas interditadas para manter o distanciamento, mas passamos por outro que estava com todas as mesas lotadas e ainda havia fila de espera. Búzios foi a única cidade que vimos as pessoas circulando de máscara nas ruas. Apesar de também estar com as praias cheias, nem se comparava com a muvuca que vimos nas outras duas cidades.


Outro absurdo foi na Praia Grande em Arraial. A gente estava procurando o lugar mais isolado da praia para ficar e um rapaz veio me abordando querendo me oferecer algo, ele me perguntou se podia trocar uma palavra comigo, eu disse que não e continuei andando. Ele me chamou de mal educada e ficou gritando um monte. Kkkkk Nem dei ideia porque eu não queria bater papo. Ele estava sem máscara, assim como quase todos os ambulantes e pessoas que trabalham nos quiosques, e eu sou mal educada por estar fazendo a minha parte de ficar distante das pessoas, de não querer papear??? Enfim...



Nossos dias foram se adaptando à quantidade de pessoas que eu via nos lugares. Como a gente SEMPRE procura ficar nos cantos mais isolados, deu para ficar distante das pessoas em todos os lugares. Em dias mais movimentados a opção é ir para praias menos frequentadas e/ou passear por lugares alternativos.


Confira Algumas Sugestões Para Aproveitar Arraial do Cabo e Cabo Frio Durante a Pandemia



  • Praia do Pontal - é a primeira praia de Arraial e fica um pouco escondida, pois não dá para vê-la da estrada. Muita gente passa direto por ela e vai para a Prainha - primeira praia que avistamos ao chegar na cidade. a Praia do Pontal fica mais vazia e tem um visual lindo. É uma das minhas preferidas. O mar é raso e dependendo do vento fica mais ou menos agitado. A água estava deliciosa, com uma temperatura agradável. Tinha tanta tartaruga nadando perto das pedras, bem no rasinho. Vimos umas 10. Coisa mais linda!


  • Praia do Foguete - é a continuação da Praia do Pontal, de uma dá para avistar a outra. A Praia do Foguete fica em Cabo Frio, em frente a lagoa da Coca Cola - é conhecida assim por causa da sua coloração. Quando o vento está forte a lagoa vira point dos praticantes de kitesurf. É um local lindo e muito agradável, apesar do mar ser bem agitado;

  • Praia da Figueira - essa praia fica um pouco distante do centro de Arraial (~17 km) e apesar de também ter o mar mais agitado, é uma opção para fugir do agito, principalmente durante a pandemia;

  • Praia Brava - é uma das melhores opções para fugir do agito. O acesso é através de uma trilha escondida, próximo a Pousada Tanto Mar na Rua Castro Neto, no Pontal do Atalaia. A caminhada é curta (~10 minutos), pois é possível estacionar nas ruas próximas da entrada para a trilha. Uma dica importantíssima é escolher dias de pouco vento e maré baixa, pois além dessa praia ser super agitada, na maré alta não haverá faixa de areia. Já na maré baixa/seca é possível encontrar bancos de areia. Essa é uma das vistas mais incríveis de Arraial.


  • Praia das Dunas e Duna-Mãe - outra opção para fugir da muvuca são as dunas. Em Cabo Frio tem duas opções lindas: 
Praia das Dunas: ela fica mais vazia, pois a maioria prefere a Praia do Forte - uma é a continuação da outra. 

Duna-Mãe (ou Duna Bama Branca) ela é imperdível e fica do outro lado da praia. Até dá para para vê-la da estrada por causa do seu tamanho. São 33 metros de altura, sendo a maior duna isolada do Sudeste Brasileiro. Essa região é linda demais. O ideal é ir no fim do dia para aproveitar o pôr do sol, já que ele se põe atrás dela. 

Eu sou suspeita, pois adoro o visual das dunas. Na Praia das Dunas a gente foi em um domingo e estava muito agradável, bem vazia. Já a Duna-Mãe normalmente fica sempre vazia. Apenas alguns turistas procuram esse local para assistir ao pôr do sol e alguns passeios de buggy passam pela duna, no mais o local fica bem vazio.



  • Bairro da Passagem - às margens do Canal do Itajuru, é um bairro super charmoso e fotogênico, com suas casinhas coloridas, ruas de pedras, becos floridos e cantinhos fofos. Por incrível que pareça, é um local pouco movimentado e foi uma ótima opção durante a pandemia. Do Canal do Itajuru partem barcos que levam a famosa e maravilhosa Ilha do Japonês.




  • Ilha do Japonês  - a ilha, por sua vez, costuma ficar bem cheia e precisa que a maré esteja baixa para ser bem aproveitada. Com a maré alta a paisagem muda completamente. Escolha um dia de semana para encontrá-la mais vazia.


Para as praias mais famosas de Arraial, como Prainha, Praia Grande, Prainhas do Pontal do Atalaia, Praia do Farol e Praia do Forno, não tem jeito, os melhores dias são de segunda a quinta e longe de feriados. Se você tiver disponibilidade recomendo ficar o máximo de dias que puder, pois as praias de Arraial viram outras em dias de pouco movimento. Paraíso total!

Nós viajamos em novembro e a cidade ainda não estava tão cheia como costumar ficar no verão. Nunca indico viajar entre dezembro e janeiro por causa do período de férias. Nos finais de semana também é muito comum a lotação, por isso a melhor dica e passar a semana inteira (ou mais) por lá para curtir como um local.


OBS: tem um post completo sobre a algumas praias de Arraial no blog. Clique aqui para conferir.

Dicas de Restaurantes:

Em Arraial do Cabo nós fomos no Pimenta Rosa e amamos. Também pedimos comida do Point Calamares e um hambúrguer bem saboroso do The Blend.

Em Cabo Frio fomos no maravilhoso Galápagos - comemos um risoto de carne seca com banana da terra que estava divino. Também indico o Restaurante do Zé (Zé da Picanha), famoso pela picanha na brasa. Preciso destacar a porção de feijão tropeiro que é deliciosa e bem farta.

Em Búzios eu sempre indico o Chez Michou - adoro os crepes, o ambiente e principalmente a calda de chocolate artesanal que acompanha o crepe doce. Sempre trago um pote para casa. São dois tamanhos: 200 e 400 gramas. Agora são dois Chez Michou, um em frente ao outro. No antigo você faz o pedido no balcão e efetua o pagamento antes de ser servido, já no outro você fica com a mesa aberta, mas é cobrada taxa de serviço.

OBS: Alguns restaurantes excelentes que nós fomos nas outras vezes infelizmente estavam permanentemente fechados. Inclusive a melhor sorveteria de Búzios - o Finlandês.

Bom, sou suspeitíssima de falar, mas, na minha humilde opinião, Arraial é uma parte do Caribe no Brasil. Passaria 1 mês todo de férias (ou mais) só admirando aqueles tons de azul! Essa viagem foi um misto de emoções. Eu aproveitei mais do que todas as outras vezes que estive por lá, pois comecei a me perguntar "e se eu não pudesse mais voltar?" "e se viesse mais um ano de quarentena?". A sensação de ver novamente aquelas paisagens que tanto me impressionam foi única. Passei a valorizar ainda mais a oportunidade de estar em lugares que fazem parte das minhas prioridades. Enfim, voltei com poucos arquivos e usei o mínimo possível o celular. Fiz alguns lindos registros, mas meu foco era contemplar e agradecer, sempre! Quis aproveitar ao máximo aquele contato com a natureza, pois nunca imaginei que ia sentir tanta falta do mar como senti nesse ano.


Não resisto a esse azul absurdo de lindo e sem filtro! Nós fomos para as Prainhas de barco táxi, pois eu não sabia se o Pontal do Atalaias estaria cheio. Mesmo indo no meio de semana foi uma ótima opção, pois eu pude admirar esse azul de vários ângulos. Acesse aqui o post sobre as Prainhas do Pontal do Atalaia.

Algumas Considerações Finais Sobre Viajar na Pandemia


  • Sou daquelas que acha que todos deveriam ficar em casa o máximo que puder, mas quando for dar uma passeada/viajada que faça de forma consciente e não aglomere! 
  • Eu não tive coragem de viajar de avião em 2020. Acho que viajar de carro foi a melhor opção nesse ano;
  • Não me arrependi de ter viajado, pois conseguimos ficar bem isolados - até teria ficado mais alguns dias em Arraial;
  • Ter alugado um apartamento foi maravilhoso e fez toda a diferença nessa viagem;
  • Não fizemos nenhum tipo de passeio. Eu amo o passeio de barco de Arraial, acho imperdível, mas em época de pandemia não tive coragem de fazer. Fiquei muito chocada com as embarcações lotadas;
  • Em Arraial todas as trilhas e acessos para as praias estavam funcionando normalmente. Havia lido que a Praia do Forno estava com acesso limitado e que era obrigatório o uso de máscara durante a trilha, porém quando fomos não vimos nada disso funcionando;
  • Não sei o que esperar de 2021, mas acredito que é possível viajar com segurança se cada um fizer a sua parte. Principalmente os prestadores de serviço, pois não adianta lotar um voo, passeios de barco, restaurantes e afins. Não adianta não controlar o acesso às atrações, não limitar a quantidade de turistas, não se fazer cumprir o distanciamento!

Bom, é isso! E você, viajou durante a pandemia ou não? Escolheria viajar de carro, avião ou tanto faz? Me conte as suas impressões. 

See you leter!

Lana Cole.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar Sugestões. Att, Aislana Cole