"Nada é tão nosso quanto os nossos sonhos" (Nietzsche)

Minhas Primeiras Plantas: 10 Suculentas Compradas no Mercado

Hello everybody!


Esse post é uma continuação da minha história com esses seres clorofilados, as plantas. Hoje venho falar um pouquinho sobre as minhas 10 primeiras suculentas ou as minhas 10 primeiras plantas, já que nunca tive uma plantinha sequer antes. Contei aqui como foi o meu despertar para o universo da jardinagem. No auge do isolamento social meus olhos se voltaram para um cantinho de suculentas no mercado e eu passei a "enxergar" as plantas. Todas estavam naquele potinho 6. Dá para acreditar que eu nem imaginava que elas iam crescer e se multiplicar??? Na minha cabeça elas ficariam sempre daquele tamanho kkkkk, muita ingenuidade, né? Confira na foto abaixo o dia que sai do mercado com elas. Cada uma custou R$ 2,99 e estavam bem bonitas.


Essa foto foi feita ainda no mercado, no dia 08/06/2020.

 

Quais Foram as Minhas Primeiras Plantas?


Vou falar um pouquinho sobre cada uma. Me lembro da primeira que escolhi, mas as outras foram escolhidas de forma aleatória. Confira meu perfil no instagram voltado para as plantas aqui!


1 e 2) Echeveria perle von nurnberg


Essa foi a minha primeira escolha. Fiquei encantada pela cor lilás e pelo formato parecido com uma flor (roseta). Acabei trazendo duas da mesma, pois amei muito e não sabia que 1 folhinha poderia me dar uma nova planta. Na verdade fiquei com 3 Perles, já que um vasinho estava com 2 mudas. Algumas suculentas apresentam uma camada de proteção cerosa denominada pruína, deixando a planta com um aspecto esbranquiçado/fosco. Devemos evitar ao máximo encostar nelas, pois qualquer toque é capaz de tirar a pruína e a planta fica toda "manchada". Sem falar que ela não é capaz de repor essa cera perdida.




Cultivei as duas juntas até esse mês (02/21), mas precisei separá-las porque estavam crescendo deformadas por falta de espaço. Confira abaixo como elas cresceram.

02/2021.

02/2021.


Uma característica da Perle é que ela tende a ficar pescoçuda, não é estiolamento, é o crescimento dela mesmo. É normal começar a secar as folhas antigas e ficar com o caule mais aparente. Sua roseta pode atingir entre 15 - 20 cm de diâmetro e quanto mais sol, mais colorida e compacta fica. Pode ser cultivada no sol pleno ou na meia-sombra. Ela precisa de algumas horas de sol direto sobre ela para crescer saudável. Sem a quantidade de sol ideal ela perde a cor e fica com as folhas compridas (estioladas).


3) Mammilaria gracilis - Cacto Dedal


Fiquei encantada quando vi esse aglomerado de cactíneos (vulgo cacto kkkkk). Parece que foram cobertos por uma renda branca, mas na verdade são seus espinhos. Acho um dos cactos mais fofos de todos e os espinhos são bem inofensivos. Já vi dele com alguns espinhos bem afiados, não sei se nasce com o tempo ou se são espécies diferentes. Essa Mammilaria é super delicada, pois os espinhos se soltam com muita facilidade.


07/07/2020.

Já floresceu duas vezes aqui em casa. O curioso é que a flor abre pela manhã e se fecha ao entardecer. Cada flor dura uns 3 dias.

03/08/2020.

É uma planta de crescimento lento, mas está se desenvolvendo bem. Ao longo do tempo alguns dedinhos se soltaram e aproveitei para plantar nesse mesmo vaso.

02/2021.

A maioria dos cactos é de sol pleno, mas também se desenvolvem bem na meia-sombra (4 horas de sol direto sobre a planta). O sol direto é super importante para ele florir e se manter compacto. As regas devem ser abundantes espaçadas: regue até escorrer pelos furos do vaso e espere o substrato secar completamente antes de regar novamente.



4 e 5) Opuntia microdasys albispina (branco) e pallida (amarelo) - Cacto Orelha de Mickey


Outro cactíneo que me encantou. Como não amar essas orelhinhas cheias de tufinhos brancos? Parecem pelos, mas são espinhos! Descobri da pior forma que eram espinhos kkkkk. Fiquei com a mão cheia deles, quem nunca? Incomodam, coçam, é um pavor! Ainda assim, acho a coisa mais fofa e tenho nas três cores (branco, amarelo e vermelho), sendo que duas cores eu trouxe para casa nesse dia.




Esse é outro cacto de sol pleno, mas que vai bem na meia-sombra (4 horas de sol direto sobre a planta). Estiola com muita facilidade.  As orelhinhas começam a crescer esticadas e deformadas, perdendo essa característica de orelhinha de Mickey. As regas devem ser abundantes espaçadas: regue até escorrer pelos furos do vaso e espere o substrato secar completamente antes de regar novamente.


6) Graptosedum Francesco baldi


Essa suculenta é um híbrido que nasceu a partir do cruzamento entre Graptopetalum paraguayenseSedum pachyphyllum. Fui atraída pela cor que estava nas bordas das folhas, um bronze cintilante. Ela é super parideira e veio com alguns bebês no caule. É muito fácil fazer a propagação dela, pois praticamente qualquer folha que cai gera uma ou mais mudinhas. Já cheguei a tirar 3 mudas de uma única folha. É uma suculenta ideal para iniciantes, pois é de fácil cultivo e cresce rápido.



Ela estava crescendo muito estiolada. Aproveitei para cortar a ponteira (decapitar) e separar os quatro bebês que estavam no caule. Replantei três na mini jardineira e um dei para uma amiga. Olha como eles cresceram e estão lindos!

Replantei em 08/2020.

02/2020.

Coloquei a ponteira para enraizar em outro vaso e levei para a sogra. Na planta mãe brotaram mais quatro bebês. Replantei em uma jardineira com outras mudas e coloquei para pegar o máximo de sol que bate aqui em casa. Ela está se desenvolvendo mais compacta e colorida:

02/2020.

Um detalhe é que ela estiola com muita facilidade. Pode ser cultivada na meia-sombra, mas o ideal seria o sol pleno. Quanto mais sol, mais compacta e colorida fica. Ela também possui pruína no seu corpinho e as regas devem ser feitas quando o substrato estiver seco.



7) Graptopetalum macdougallii


Também escolhi essa macdougallii. Achei linda, principalmente por causa desses "bracinhos" que ela vai soltando com novas mudas, que são chamados de estolhos - são caules modificados que geram novas plantas. Pode ser cultivada no sol pleno ou na meia-sombra. Essa também possui pruína no corpinho.


Ela floriu  e morri de amores! As flores são bem delicadas e em formato de estrela.


Na mesma semana comprei outra muda dela e estava cultivando as duas separadas, mas hoje elas estão plantadas juntas em uma cuia com mais alguns bebês que elas soltaram.


Li que ela gosta de sol pleno e também li que ela não gosta. Como meu ambiente é meia-sombra não pude testar. Ela tem ido bem só com o sol da manhã. Uma coisa que eu percebo com frequência é que as folhas da base sempre secam. Faço regas abundantes e espero o substrato  secar para regar novamente.


8) Aeonium haworthii


Me lembro de achar essa planta bem curiosa, pois ela parecia uma arvorezinha. Não tenho certeza sobre a espécie, mas parece muito um Aeonium haworthii. Uma curiosidade é que os Aeonium desenvolvem um caule lenhoso e viram pequenas árvores com o tempo - pode chegar a uns 70 cm de altura. Um diferencial desse que escolhi é esse "serrilhado" nas bordas das folhas. Coisa mais fofa!


07/2020.

São suculentas de sol pleno, mas também toleram a meia-sombra. Quanto mais sol, mais compactas ficam as rosetas e mais coloridas as folhas ficam. Esse da foto fica com as bordas vermelhas.

08/2020.

02/2020.

Mais algumas características desse gênero:

- Entra em dormência durante a primavera-verão e se desenvolve no outono-inverno;
- Borrifar as folhas no fim do dia é fundamental para o seu desenvolvimento, principalmente no período de desenvolvimento;
- Não deixe o solo esturricar para regar novamente (durante o outono-inverno);
- Algumas suculentas desse gênero ficam com as folhas pretas quando encostamos nelas. Portanto, evite encostar no seu Aeonium.


9) Mammillaria elongata - Cacto Dedo-de-Dama 


Outro cactíneo fofo que faz parte do meu jardim. Não  dou conta desses "dedinhos" que vão nascendo aglomerados. Percebi que amo MammillariasOpuntias. Dos cactos que escolhi acho que esse é o que mais tem cara de cacto. Os espinhos nascem deitados, em formato de estrela. Quanto mais sol, mais coloridos ficam seus espinhos. Esse meu tem um tom dourado/avermelhado.

07/2020.

02/2020.

Deve ser cultivado em sol pleno ou meia-sombra e as regas devem ser abundantes espaçadas: regue até escorrer pelos furos do vaso e espere o substrato secar completamente antes de regar novamente.


10) Sedeveria jet beads


A última da lista foi escolhida por ser diferente das demais, inclusive na coloração - estava um pouco amarronzada quando comprei e acabou perdendo a cor por falta de sol. Essa me deu um pouco de trabalho, pois estava doente e demorei um pouco para entender que era fungo. A princípio tirei todas as folhas contaminadas, mas ela ficou bem pescoçuda. Esperei um tempo, mas acabei podando as ponteiras e replantando para crescer compacta.
 

10/07/2020.

A foto de cima foi logo quando tirei as folhas contaminadas. Ela não demorou para nascer novas folhas, mas continuava pescoçuda.

02/08/2020.

10/08/2020.

Na foto acima estão as ponteiras que cortei e replantei. Levei esse vaso para a sogra, mas fiz 2 mudinhas e plantei na jardineira com outras mudas: 

02/2020.

Essa suculenta estiola com muita facilidade, por isso o ideal é cultivá-la no sol pleno. Quanto mais sol, mais compacta e avermelhada/amarronzada ela fica. Ela pode ficar com a cor bem escura. Muito linda. Hoje ela está colorindo e crescendo mais compacta.

02/2020.


Dicas básicas sobre suculentas:

- Lembrando que todo cacto é uma suculenta;
- A maioria é de sol pleno, ou seja, 6 - 8 horas de sol sobre a planta. Muitas se desenvolvem bem na meia-sombra (3 - 4 horas de sol sobre a planta). Para essas suculentas não adianta tentar cultivar na claridade, pois elas precisam de SOL;
- A maioria das suculentas não gosta de matéria orgânica no substrato, pois crescem em solo pobre em nutrientes. Sem falar que muito nitrogênio pode ser prejudicial para elas (estercos em geral são ricos em nitrogênio). A adubação é de extrema importância, mas prefira adubos equilibrados (por exemplo, NPK 10-10-10 + micronutrientes) ou algum outro que seja próprio para suculentas.

Bom, essas foram as minhas primeiras suculentas. Confesso que se eu soubesse da existência de tantas outras a minha escolha seria diferente, pois tenho pouco espaço e preciso escolher a dedo as plantas que trago para casa. Trouxe as que achei mais bonitas naquele dia, mas hoje eu teria muitas outras que fui descobrindo com o tempo, só que me falta mais espaço e, principalmente, mais horas de sol. Na minha pequena "coleção" tenho algumas que desejei muito e sou apaixonada! Aos poucos vou mostrando todas as minhas plantas. Hoje, por questão de prioridade, eu abriria mão de algumas que tenho para ter as suculentas que ainda faltam da minha #wishlist.

E você, tem uma "coleção" de suculentas? Quais foram as suas primeiras? Também tem uma listinha de suculentas/plantas desejadas? Deixe um comentário me contando. Estou amando esse universo.

See you later!

Lana Cole.

2 comentários:

  1. Provando que estou sempre por aqui. Também estamos entrando nesse mundo das suculentas, mas ainda com um pouco de preguiça... rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Aaah, Alex! Você é ótimo. Depois de tanto tempo, como estão as plantas? Desistiu não, né? kkkkk Só vi seu comentário hoje. Não estou recebendo notificação dos comentários. Aff...

    ResponderExcluir

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar Sugestões. Att, Aislana Cole