San Andrés: Cocoplum & Rocky Cay - Caribe Colombiano

Rocky Cay

Cocoplum é uma praia extensa e de água calma, mas a sua coloração não é tão característica como aquele azul presente no restante da ilha. A água é esverdeada e por um momento achei a praia mais parecida com o nosso Nordeste do que com o Caribe. Contudo, essa impressão durou apenas alguns minutos. Assim que começamos a caminhar em direção a ilhota Rocky Cay, aquele mar maravilhoso se revelou.

A presença de Rocky Cay faz TODA a diferença! Ela possui água linda e cristalina, cuja mudança na coloração pode ser observada à medida que vamos nos afastando da costa. O acesso é feito caminhando por menos de 10 minutos mar adentro, pois o nível da água fica entre a cintura e o peito, não sendo necessário atravessar de barco.




Cocoplum - atravessando para Rocky Cay.


OBS: 
- Há duas cordas que demarcam o local de travessia para Rocky Cay - quanto mais perto da corda do lado esquerdo, mais raso é. Nós fomos pelo lado direito, mas estava bem tranquilo de atravessar;
- É importante atravessar entre as cordas, pois ao redor delas há prática de atividades como Jet Ski e Windsurf;
- Em Rocky Cay não há estrutura. O local é muuuito pequeno. Você até pode apoiar as coisas na rocha, mas não vejo a necessidade de atravessar com bolsas e etc., além de ser incômodo caminhar mar adentro segurando as coisas no alto para não molhar. Vamos combinar, hein?!


Muitos viajantes elegeram Cocoplum como a melhor praia de San Andrés por causa da presença do Beach Club "Aqua Beach", pertencente a Rede Decameron. "EU" não levo em consideração a estrutura do lugar para classificar uma praia como melhor ou mais bonita. Na minha opinião, o que conta é a natureza em si e principalmente a cor e transparência da água, já que estamos falando de uma praia. Para mim, Cocoplum deixou a desejar no quesito ÁGUA DO MAR, se comparada às outras praias de San Andrés e do Caribe. Ficar apenas nela não teria graça. O ponto alto é atravessar para Rocky Cay, caso contrário nem valeria a pena.

A estrutura da praia realmente é boa. Almoçar em uma cabana de frente para o mar e poder relaxar em uma espreguiçadeira é o desejo de muitos viajantes que procuram o Caribe como destino de férias, porém esse não é o meu perfil.


A diferença da água em Rocky Cay! É disso que estou falando!!!

Estivemos em Rocky Cay duas vezes: uma pela manhã e outra no fim da tarde. Na primeira vez fomos cedo (por volta das 9:00) e alugamos um dos armários localizados em frente ao Beach Club. Pagamos COP $ 5.000, pegamos a chave e atravessamos levando apenas os óculos, snorkel e a GoPro. Nesse dia fomos de Táxi, pois tínhamos reservado o Restaurante La Regatta para o almoço. Ficamos pouco mais de 3 horas curtindo a ilhota e foi o suficiente.

Na segunda vez fomos de mula. Rocky Cay foi a nossa última parada do passeio de volta à ilha. Chegamos por volta das 15:00 e paramos para almoçar no Beach Club. Após o almoço guardamos as nossas coisas em um baú que fica disponível nas cabanas do restaurante e atravessamos para a ilhota - apesar de não ter chave, ninguém mexe. Ficamos ~1:30 hora e voltamos para entregar a mula, pois já se passava das 17:30 e o limite era até às 18:00.


Um pouco distante de Rocky Cay está uma estrutura de navio encalhado que é a diversão de muitos mergulhadores. Eu não me interesso, mas muita gente se aventura e vai  até lá nadando.


DICA:

Passei por uma experiência muito estranha e um pouco cômica em Rocky Cay. A mesma corda que demarca o local para atravessar de Cocoplum para Rocky Cay, também separa a parte com corais, onde é "proibido" caminhar, da parte sem corais, onde é permitido caminhar. O lado dos corais é vigiado por um Senhor (li que é o guarda local, mas não tenho certeza) que passa o dia inteiro aos berros, literalmente! Ele fica gritando que ali não é permitido caminhar, que é para colocar o snorkel, que é para mergulhar, nadar e blá blá blá. 

A maioria das pessoas não fica 100% do tempo boiando, mergulhando, nadando e etc. Tem muita parte sem coral e da para ficar em pé tranquilamente, sem pisotear nenhum coral, embora eu tenha pisoteado alguns sem querer, so sorry! TODOS faziam e com a gente não foi diferente. Só sei que do nada, o senhor começou a gritar ASSASSINA, ASSASSINA! Gente, eu não ouvi e muito menos percebi que era comigo O.o OI? O marido percebeu e foi me avisar quase caindo na gargalhada. A minha única reação foi virar de costas e ter uma crise de risos! Sinceramente, não consegui ter outra reação. Foi bizarro! Fui chamada de assassina de corais!!! 


Já comentei no post com dicas dos passeios em San Andrés, sobre o descaso em preservar esse paraíso e eu realmente fiquei chateada com isso. Esse senhor, apesar dos pesares, me mostrou se preocupar muito com a preservação da ilha e, talvez, essa foi a única forma que ele encontrou para tal.

Após esse episódio encontramos uma linda estrela do mar que alegrou meu dia! Fomos para um cantinho e a fotografamos rapidamente, às escondidas, claro! Jamais quis saber qual seria a reação daquele senhor ao me ver pegando uma estrela do mar. Era capaz de querer me levar presa kkkkk. Logo em seguida a escondemos embaixo dos corais e saímos dali como se nada tivesse acontecido.



Quaaaase que eu saio sem a cabeça na foto! Pois é, nem te conto que a maioria das fotos desse dia foram perdidas por causa dessa mancha na lente da GoPro, pois nas outras fotos ela ficou exatamente no meu rosto! A dica que dou é para não esquecer de conferir a lente da sua cam quando estiver na água kkkkk. 

Cocoplum merece ser conhecida sem pressa para que você possa atravessar para Rocky Cay. No passeio de volta à ilha da para encontrar muuuuito lugar lindo. Acredite em mim: fizemos umas dez paradas e vimos lugares que não encontrei em nenhum blog! Já vi gente que apenas contornou a ilha e quase não fez paradas para explorá-la, o que para mim é um desperdício! Além dos lugares tradicionais de parada, como Hoyo Soplador, West View, La Piscinita, Playa de San Luis e etc., existem outros lugares incríveis. Para não ficar corrido, deixe essa parte para outro dia. 

Confira o post sobre paraísos escondidos em San Andrés

Encontramos novamente a linda estrela do mar!

DICAS: 
  • Você pode ir a Cocoplum no dia em que fizer a volta à ilha (com algum veículo alugado) ou de táxi. Ir de táxi é barato e eles passam com frequência. A partir do centro, pagamos COP $ 15.000 para ir e COP $ 12.000 para voltar;
  • Fizemos os dois jeitos: um dia fomos com táxi e em outro dia fomos com veículo alugado. Tudo vai depender do seu roteiro. Como não usamos o transporte público, não sei se é uma boa alternativa;
  • Se não tiver disponibilidade ou não tiver interesse em alugar algum tipo de veículo por mais de 1 dia, saiba que fazer o passeio de volta à ilha, parar em cocoplum e atravessar para Rocky Cay no mesmo dia vai ficar bem corrido;
  • Se quiser curtir mais tempo e/ou almoçar no Beach Club ou em algum outro restaurante em Cocoplum, você vai precisar de umas 3-4 horas. Não acho que valha a pena perder esse tempo com o veículo parado, seja ele carrinho, mula ou scooter. Nesse caso recomendo ir de táxi;
  • Se for alugar algum veículo mais de uma vez, da para dividir bem os pontos de paradas e aproveitar com calma cada lugar. Assim, poderá dedicar algumas horas para curtir Cocoplum/Rocky Cay;
  • Para aproveitar Rocky Cay em sua beleza máxima não deixe ela para o fim do dia.


DICA: Rocky Cay é um ótimo lugar para aprender/praticar snorkeling e até mesmo para aprender a boiar, pois a água é bem calma e rasa. Além de ser super cristalina!

See you later!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar Sugestões. Att, Aislana Cole