As Majestosas Cataratas del Iguazú - Argentina


A natureza é sensacional! A criação de Deus supera qualquer expectativa. As Cataratas são indescritíveis!!! É uma beleza sem igual, só estando lá para compreender a minha empolgação e fascinação. É um lugar que renova a sua fé, que mostra o quanto somos pequenos e faz você acreditar que existe um Deus por trás de tanta perfeição. É a natureza sendo imponente!!! Declaradas como Patrimônio Natural da Humanidade e uma das 7 Maravilhas da Natureza você esperaria mais o quê??? As Cataratas são formadas por 275 saltos/quedas e estão divididas entre Brasil e Argentina, sendo que 2/3 estão no lado argentino. A vazão média é de ~1800 m³/s... Pensa! 1 m³ corresponde a mil L de água, ou seja, são ~1800000 litros de água por segundo!!! É SURREAL! As Cataratas do Iguazú estão localizadas no Parque Nacional Iguazú, na Província de Missiones - Argentina, a 17 km da fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai. 

Conheci as Cataratas em 2015 e fiquei em êxtase! Desejei muito voltar e voltei em 2019. Esse lugar é tão mágico que o meu amor pelas Cataratas só cresceu! Pretendo voltar, SIM ou COM CERTEZA?!


As Cataratas estão "divididas" em uma fronteira imaginária (o Rio Iguaçu) entre o Brasil e a Argentina. Cada lado possui seu Parque, sua estrutura e seus valores. EU não vejo sentido em conhecer apenas um lado, já que os dois se complementam! Não, não da para eleger o mais bonito. Alguns dizem ser o lado argentino, mas eu não acho justo. São experiências e paisagens bem diferentes! 

O Parque Nacional do Iguazú funciona diariamente das 08:00 às 18:00. O valor da entrada e do estacionamento só podem ser pagos em moeda local ou cartão de crédito. Em 2015 o valor do ingresso era AR$ 250,00 (Pesos Argentinos) para residentes do MERCOSUL + AR$ 90,00 do estacionamento. Em 2019 o ingresso custou AR$ 640 (R$ ~55,00) + AR$ 170,00 (R$ ~15,00) do estacionamento.


OBS: 
  • Compre Pesos em Foz, pois na Argentina a cotação costuma ser pior. A dica é comprar na rede de mercados Super Muffato;
  • O controle de imigração é bem rigoroso e pode ser demorado. Considere esse tempo extra quando for visitar as Cataratas do lado argentino - ficamos parados mais de 30 minutos;
  • É necessário apresentar o Documento de Identidade ou Passaporte no ato da compra dos ingressos;
  • Tanto a venda do ingresso quanto a entrada do Parque só são permitidas até às 16:30;
  • Considere passar umas 5 horas dentro do Parque;
  • Se preferir visitar o Parque em dois dias seguidos (muitos recomendam), você poderá validar seu ingresso com 50% de desconto no valor da entrada para o dia seguinte;
  • Não é permitida a entrada com drones!
  • Nós não fizemos o passeio "Aventura Nautica" (o famoso "Macuco Safari") por total falta de interesse. Eu queria ter feito a ilhota San Martin, mas o acesso estava fechado;
  • Fizemos tudo por conta própria. Alugamos um carro e fizemos o roteiro do nosso jeito. Fomos ao Parque e em Puerto Iguazú duas vezes (2015 e 2019) e nas 2 vezes foi super tranquilo atravessar a fronteira com o carro alugado. É comum nos blogs falarem que é necessário ter o seguro "Carta Verde" para cruzar a fronteira, mas li em vários lugares que para passear pela região do Parque Nacional Iguazu e Puerto Iguazú não precisa. O problema seria se acontecesse algo com o carro, acidente e tal. Se informe e veja se vale a pena pagar por esse seguro ou não;
  • Em Puerto Iguazú é cobrada uma taxa de AR$ 50,00 ou R$ 5,00 por pessoa.


Enquanto o Parque Nacional Iguaçu (Brasil) possui apenas uma trilha com vista panorâmica, o Parque Nacional Iguazú (Argentina) é enorme e divido em três circuitos principais: Circuito Superior, Circuito Inferior e Garganta do Diabo. A ordem é você quem define. Há quem prefira fazer a Garganta do Diabo primeiro, mas eu deixei ela por último nas 2 vezes em que estive no Parque. Foi algo meio impensado.

DICA: A dica é seguir no sentido oposto ao fluxo de turistas. As passarelas são estreitas e às vezes fica difícil parar para apreciar e fotografar.

O passeio se inicia na Estação Central (Estación Central) do Trem Ecológico da Selva, onde embarcamos em um trenzinho para a Estação Cataratas (Estación Cataratas) - onde estão os Circuitos Inferior e Superior. Os trens partem a cada 30 minutos e se o Parque estiver cheio pode ser bem caótico. Para acessar a trilha que leva à Garganta do Diabo é necessário seguir por mais uns quilômetros até a Estação Garganta do Diabo (Estación Garganta del Diablo). Se não quiser esperar pelo trem, é possível fazer os percursos a pé. Assim que passar pelas catracas siga pelo Sendero Verde, são 655 metros de caminhada até a Estação Cataratas. Da Estação Cataratas à Estação Garganta do Diabo são ~3 km. No início de cada circuito existem banheiros e lanchonetes. Uma ótima opção de lanche rápido e gostoso são as empanadas!


1) Circuito Superior: Como o próprio nome sugere, nesse Circuito as Cataratas são admiradas de cima. São 1.700 metros de comprimento em uma caminhada plana. O acesso ao Circuito Superior é permitido até às 17:20 h. Considere 1:30 - 2 h para esse passeio.




Salto Ramírez.





Muito amor por arco-íris!!!









2) Circuito Inferior: Nesse Circuito as Cataratas são vistas de baixo! Uma paisagem mais maravilhosa que a outra! São 1.400 metros de comprimento e o percurso possui escadas. A partir desse Circuito se dá o acesso para a ilhota San Martín - que estava fechado nas duas vezes em que visitamos o Parque. Uma pena, pois eu queria muito ter conhecido essa parte e ter apreciado as quedas de outro ângulo. Enfim... Considere ~1:30 h para esse passeio (sem contar com a travessia para San Martin, caso você visite a ilhota). O acesso ao circuito Inferior é permitido até às 17:10. 





Salto Bosseti.






Não tenho maturidade para arco-íris!






3) Garganta do Diabo: A trilha é feita em uma passarela metálica construída sobre o rio que nos leva até o mirante da majestosa Garganta do Diabo. O visitante fica a poucos metros da queda mais importante e volumosa entre as 275 que integram as Cataratas. É uma caminhada revigorante! Nos últimos metros que antecedem o fim da passarela é possível avistar uma enorme névoa que se forma, sem falar no barulho estrondoso dessa queda! A passarela tem 1.100 metros de comprimento, considere ~1:30 h para esse passeio.




Essa é a parte mais arrebatadora do Parque! Não é a paisagem mais bonita das Cataratas, mas é a parte mais impactante. É algo assustador e magnífico! Mesmo vendo ao vivo é quase impossível ter noção da quantidade de água caindo na sua frente e em baixo dos seus pés! São ~80 metros de altura, mas não da para ver onde termina por causa da névoa que se forma.




OBS: O último trem da Estação Cataratas para a Estação Garganta do Diabo parte às 16:15 e o último trem da Estação Cataratas para a Estação Central parte às 17:45. Fique atento aos horários para não ficar para trás e ter que ir a pé.

CUIDADO com os quatis. Gente, eles são fofos, mas são umas "pestes". São agressivos, mordem e ainda podem transmitir raiva. Eles ficam frenéticos atrás de comida, sobem nas lixeiras e se der bobeira futucam as suas coisas para roubar a sua comida. Uma amiga teve o lanche roubado por um quati!!! Kkkkk. PENSA?! Uma moça tentou alimentar um deles e acabou com uma bela mordida no dedo. Vimos vários quatis subindo nas mesas e comendo restos de alimentos deixados pelos turistas - a instrução é para não deixar restos de comida nas mesas e nem em lugar nenhum. Esses bichinhos são perturbados! Não tente alimentá-los e nem acariciá-los.


Confira abaixo um pouquinho dessas quedas incríveis!!!


Não esqueça de selecionar a opção 1080p para a qualidade do vídeo.

See you later!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar Sugestões. Att, Aislana Cole