Inhotim - Museu de Arte ao Ar Livre


Qualquer definição não fará jus ao que Inhotim representa. Inhotim faz parte de um complexo que reúne um Museu de Arte Contemporânea ao ar livre, localizado em um Jardim Botânico formado por mais de 4 mil espécies botânicas raras e de todos os continentes. É algo grandioso e que está em constante expansão. Um Parque Ecológico riquíssimo em beleza e detalhes, com um paisagismo milimetricamente impecável! A junção entre arte e natureza exuberante do Inhotim encanta e fascina. Não, não é exagero. Inhotim foi feito para impressionar. Impressionar muito!


Não sou amante da arte e muito menos entendedora do assunto. Na verdade sou completamente leiga, mas gosto de ver coisas bonitas e interessantes. O Inhotim impressiona a QUALQUER público! seja pelas obras, muitas são incríveis! Seja pela arquitetura fascinante de algumas galerias, seja pelo maravilhoso e impecável jardim botânico, seja pelo tamanho do lugar: são 140 hectares de área visitada, fora os 250 hectares de área particular. Para tentar ter uma noção, 1 hectare corresponde a DEZ MIL metros quadrados!

Enfim, caminhar pelos jardins do Inhotim é renovador. Faz bem para o corpo, para os olhos e para a mente. É um lugar onde as expectativas são superadas com sucesso.


OBS: Visitamos Inhotim em novembro de 2015, fevereiro de 2019 e junho de 2021. Foram 6 dias no total (2 dias em cada viagem).  Esse post foi atualizado em junho de 2021.

Inhotim conta com várias galerias dedicadas a exposições individuais e permanentes, várias obras externas permanentes, quatro galerias com exposições temporárias, quatro belíssimos lagos, orquidário (vandário) e outros sete jardins temáticos. Além de lanchonetes, restaurantes, sanitários, bebedouros e pontos de recarga para eletrônicos, distribuídos estrategicamente ao longo do parque. 


Mais motivos para conhecer Inhotim


  • É o maior centro de Arte Contemporânea a céu aberto da América Latina;
  • É a única instituição brasileira que exibe continuamente um acervo de excelência internacional de Arte Contemporânea;
  • Possui um dos mais relevantes acervos de Arte Contemporânea do mundo;
  • O Jardim Botânico Inhotim possui a maior coleção em número de espécies de plantas vivas entre os Jardins Botânicos brasileiros que reúne espécies raras e de todos os continentes. São aproximadamente 5 mil espécies, representando mais de 28% das famílias botânicas conhecidas no planeta!
  • Possui um exemplar da flor-cadáver - a maior e a mais fétida flor do mundo. Ela floresce de 3 a 4 vezes ao longo de sua vida podendo chegar até 40 anos, ou seja, pode demorar até 10 anos ou mais para florescer! Em Inhotim ela floresceu em 2010 e 2012, acontecimento bem raro!


Como Funciona o Inhotim?


O parque está dividido em 3 Eixos (caminhos): Amarelo, Laranja e Rosa, onde as obras, galerias, destaques botânicos e jardins temáticos estão distribuídos. O mapa é fundamental para você se localizar e conferir se não deixou nada para trás. Eles são entregues na recepção e, mesmo com o mapa, é fácil ficar perdido ou pular alguma atração, pois o lugar é gigantesco e possui vários caminhos laterais. 

OBS: 
  • O eixo amarelo fica na parte central, é o menor dos três e todo feito a pé. Já os eixos laranja e rosa são bem maiores e contam com um serviço de transporte interno - carrinhos de golfe.  Algumas obras e galerias ficam bem distantes e o recomendado é fazer os eixos rosa e laranja no mesmo dia, com o auxílio dos carrinhos de golfe;
  • Divida a sua visita em pelo menos dois dias: 1 dia para o eixo amarelo (e para conhecer as atrações dos outros eixos que estão por perto) e 1 dia para os eixos rosa e laranja;
  • Dica: leve uma caneta e vá riscando no mapa os locais visitados;
  • Apesar do mapa ser bem elaborado, os caminhos não são sinalizados. Tipo, não tem nenhuma indicação nas "estradinhas" de qual eixo é aquele;
  • Por exemplo, você pode começar pelo eixo amarelo e ir parar nos outros eixos sem perceber. Existem placas com os nomes das obras, galerias, destaques botânicos e jardins, mas não tem sinalização para os eixos;
  • Facilitaria muito se os caminhos fossem sinalizados. Poderiam sinalizá-los pintando com setas nas cores referentes ao eixo ou até mesmo com plaquinhas. Algo prático e que facilitaria a visita.


Definitivamente UM dia NÃO é suficiente para conhecer o parque. Fizemos em 2 dias e por mim teria voltado mais uma vez, totalizando 3 dias de visita. Além das atrações principais (obras e galerias), o local, por si só, já é um atrativo à parte. É muita natureza exuberante para fotografar e contemplar. Sem falar nos inúmeros bancos de madeira espalhados pelo parque que são maravilhosos e fazem um convite para sentar e apreciar a vista. Com dois dias de viagem você consegue ver todas as atrações, mas é indispensável o uso dos carrinhos de golfe. Entretanto, três dias seria o ideal para conhecer tudo com calma e curtir cada cantinho desse jardim maravilhoso, mas se você só tem um dia, ainda assim vale super a pena o passeio. 


Se você tem apenas 1 dia para conhecer o Inhotim anota essas dicas:

- A primeira dica é conferir todas as atrações que queira conhecer antes, assim você já vai sabendo o que mais quer visitar e otimiza o seu tempo no parque. Se você não faz ideia do que ver por lá, é só conferir no site do Inhotim aqui, pois todas as obras, galerias, destaques botânicos e jardins temáticos estão detalhados no site. Tudo bem organizado e com foto;

- Outra dica seria separar o dia em duas partes: pela manhã conhecer as atrações mais distantes dos eixos rosa e laranja com o auxílio dos carrinhos de golfe. Na parte da tarde conhecer o eixo amarelo que é todo feito a pé e fica na parte central do parque + as atrações dos eixos rosa e laranja que estão por perto.


Na primeira vez (em 2015) nós fomos sem conhecer praticamente nada. Eu vi muitas fotos antes da viagem, mas não sabia como funcionava o parque. Fomos "seguindo" o mapa e quando eu me deparava com algo que eu queria muito ver era uma enorme surpresa. Não me preocupei em fazer roteiro de onde ir e ficar cronometrando os nossos passos, mas isso só foi possível porque reservamos dois dias para conhecer o Inhotim. Como não fiz "roteiro" acabei pulando algumas coisas no primeiro dia, mas isso não foi um problema, já que voltaríamos no dia seguinte. Por isso é importante saber onde fica cada obra/galeria que você quer conhecer, ainda mais se tiver apenas 1 dia no parque, pois se acabar deixando algo para trás você não terá como voltar.

Esquilo
Coisa maaaaais linda! *-*


Sobre os Eixos Amarelo, Laranja e Rosa do Inhotim


Por serem maiores e algumas obras/galerias estarem bem distantes. os eixos Laranja (Parte 1 aqui e Parte 2 aqui) e Rosa contam com um serviço de carrinhos de golfe que custa R$ 30,00 por pessoa (valor de junho de 2021) e você pode usufruir o dia todo. Existem rotas específicas por onde os carrinhos passam e param.

São três rotas dos carrinhos no eixo rosa, mas uma delas estava desativada em 2021. Apenas as rotas 6 e 7 estavam ativas. Para o eixo laranja são 6 rotas dos carrinhos, mas duas delas estavam desativadas em 2021: as rotas 5 e 9. Não sei se foram desativadas temporariamente ou se é algo definitivo. 

Como falei acima, o eixo Amarelo é o menor dos três e não está na rota dos carrinhos, ou seja, o trajeto é todo feito a pé. 


Olhando o mapa abaixo dá para ter uma ideia do tamanho do lugar. O Eixo Laranja é o maior dos três e possui 6 rotas por onde os carrinhos passam, porém um delas não é eficiente. Destaquei com um círculo branco grande a rota 2 dos carrinhos. Entre os pontos de parada da rota 2 (os dois círculos pequenos em preto) está a obra A21 - árvore suspensa (o círculo branco pequeno). Os carrinhos passam em frente, mas passam direto! Não tem ponto de parada na 
A21. Ou você vai a pé por um longo caminho ou usa o carrinho e passa direto por ela. Para chegar nela é preciso descer no ponto de parada e voltar a pé, o que não faz o menor sentido. Ei, equipe do Inhotim, adicionem um ponto de parada na obra A21!



Existem carrinhos com 5 e 7 lugares e também para cadeirantes.

Sobre Alimentação no Inhotim


OBS: esse primeiro relato é referente ao ano de 2015.

No primeiro dia paramos para almoçar no Restaurante Oiticica. O local é muito bonito, ambiente externo super agradável e apesar do espaço, não atende a quantidade de visitantes do Inhotim. Havia fila de espera para entrar e fila para se servir. O restaurante é self service e custa R$ 49,00/Kg (valor referente à 2019). As opções são boas, mas a comida estava fria! Eu fiquei decepcionada. Comida fria não dá. Pode ser que o restaurante não estava em um bom dia, mas infelizmente isso é inaceitável. Até pensamos em voltar no dia seguinte, mas a fila de espera estava enorme novamente. De sobremesa recomendo o picolé de chocolate com recheio de avelã.


A outra opção de restaurante é o Tamboril, ele é mais requintado e caro. Serve comida à la carte ou buffet liberado: R$ 79,00/pessoa (valor referente à 2019para comer à vontade, incluindo sobremesa - exceto bebidas. Como a gente não estava com tempo suficiente para curtir o restaurante e comer com calma, preferimos fazer um "lanche" para não perdermos tempo. Eu penso assim: para pagar 65,00 você precisa ter, no mínimo, tempo para comer.

O Tamboril é caro e muitas pessoas optam pelo Oiticica na hora de almoçar. Como isso é praticamente um fato, o restaurante deveria ser ampliado para evitar o constrangimento de ter que fazer fila para entrar e depois fazer outra fila para se servir. É completamente diferente de você sair para comer em algum lugar que você sabe que existe fila de espera e que vai ser demorado. Em Inhotim você quer praticidade e agilidade, você paga para entrar no parque, anda o dia todo e na hora de almoçar não quer perder tempo em fila de espera.

Avaliação do Restaurante Oiticica ATUALIZADO em 2021:

Voltamos ao Restaurante Oiticica em 2021 e a experiência foi maravilhosa. Por causa da pandemia, o Inhotim limitou as visitações para 500 pessoas por dia, então o parque estava bem vazio. O restaurante estava sem filas e o cliente não tem mais contato com o alimento, pois um vidro foi instalado entre o buffet e os visitantes. São os funcionários que te servem. Sabe refeitório de faculdade? está funcionando dessa forma, só que bem organizado. Você passa pelo buffet e escolhe o que quer. A comida estava deliciosa! Fiquei feliz em poder voltar e ter uma experiência completamente diferente. O valor do Kg está custando R$ 74,90.



Em 2015 também paramos em uma "lanchonete" - um balcão no meio da mata que vendia água de coco e açaí - hoje é conhecida como a Casa dos Sucos. Fiquei toda empolgada com o açaí, pois estava muito quente e era a opção mais saudável que havia por lá. O rapaz pegou o açaí congelado e bateu no liquidificador com ÁGUA! Afffff paguei R$ 10,00 por um copo de açaí aguado e sem sabor. Eu fiquei tão sem saber o que fazer na hora, que acabei nem falando nada. Fiquei paralisada olhando a situação e saí #cheatiada!

Na Galeria True Rouge G2 - Eixo Amarelo há uma lanchonete (Lanchonete True Rouge) e as opções eram salgados e empadas.

Em 2019 e 2021 também comemos na Hamburgueria que fica na galeria G11 - Galpão (eixo laranja).


Hoje, em 2021, as minhas únicas críticas são a falta de sinalização dos eixos (as estradas deveriam indicar se pertencem ao eixo, amarelo, rosa ou laranja) e a rota 2 que passa em frente a A21 (Elevazione), mas não para nela. Tirando esses dois detalhes, o Instituto Inhotim é de um nível elevadíssimo e vale cada segundo lá dentro. Os banheiros são limpíssimos, á água dos bebedouros é gelada, existem várias tomadas para carregar seus eletrônicos, além de wi-fi aberto aos visitantes. Inhotim também conta com 2 vestiários, ambos localizados no eixo laranja. Um vestiário fica na piscina aberta ao público (A15) e o outro fica na galeria G15 - Cosmococa que também possui uma piscina interativa.

Devido à pandemia, pedais de acionamento foram instalados nos bebedouros e dispensers de álcool estão espalhado pelo parque.


Informações Gerais Sobre o Inhotim


O Instituto está localizado em Brumadinho, a 60 Km de BH - aproximadamente 1:20 h de carro. 

Valores:

Terça, quinta, sexta, sábado, domingo e feriados - R$ 44,00

Quarta - entrada gratuita (exceto feriado) 
Fechado às segundas (exceto feriado).

Para quem vai visitar o Inhotim por mais de 1 dia a melhor opção é comprar o passaporte: para 2 dias custa R$ 76,00 e para 3 dias R$ 106,00.

Horário de funcionamento do Parque


Terça a sexta - 09:30 às 16:30

Sábado, domingo e feriado - 09:30 às 17:30.

See you later!

Aislana Cole.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, seja bem vindo (a) ao Blog Parada Obrigatória! Fique à vontade para perguntar e deixar Sugestões. Att, Aislana Cole